Caçadores de Medula Óssea

Uma vida para Recordar!

Posted on: 21/08/2010

Mesmo adulta, ainda vejo no espelho o reflexo da criancinha careca e cheia de sonhos que fui! Eu cresci, meus cabelos cresceram, meu rosto adquiriu traços de mulher, mas, eu ainda estou lá! Mesmo “maquiando” um novo rosto em minha face, a fim de esquecer os traços de quem um dia fui, eu ainda sou aquela criança! Estou presa em um hospital! Fecho meus olhos e ainda vejo aqueles corredores, escuto os passos, sinto aquele cheiro, ouço o choro de crianças, escuto aqueles aparelhos, ouço as mães chorarem e chamarem por Deus, macas correndo apressadamente denunciando que a situação daquele paciente é grave, médicos realizarem procedimentos de reanimação freneticamente, mais gritos desesperados e por fim o silêncio! E dentro de mim, a certeza de que mais uma vida se foi e sem tempo de me dizer adeus! No outro dia pela manhã saberia quem é, afinal, ele não estaria brincando com as outras crianças. E eu ali sozinha, naquele quarto frio e escuro, temendo que os meus dias também terminassem daquele jeito.

E por falar em silêncio, até hoje esse silêncio permanece dentro de mim! Luto, por todos os amigos que perdi, por todos que foram sem me dizer adeus! Que encheram o meu coração de saudade e minha memória das mais ternas lembranças! Que dividiram comigo os seus sonhos e seus medos mais secretos.

 Ainda sinto aquele cateter, ainda sinto aquela medicação me revirando ao avesso! Ainda sinto o enjôo, a náusea e o tédio de ficar três horas sem poder sair do quarto. Sinto vontade de fugir, e fujo e me perco em meus pensamentos! Me escondo na fortaleza dos sonhos, como seria minha vida senão estivesse, assim, doente.

Internada em uma UTI, sem entender porque aqueles homens de branco entram e saem do meu quarto e acedem a luz o tempo todo…eu sentia tanto sono! Me sentia tão frágil, tão fraca!  Aquelas injeções o tempo todo, aqueles remédios e eu só queria dormir! Volta e meia acordava com um deles massageando o meu peito e muitos enfermeiros ao redor, eu só queria dormir, eu só queria voltar para minha casa! Com saudades da minha cama, do cheiro da minha casa, de comer bolo de chocolate, tomar um suco bem gelado, assistir desenho animado enquanto minha mãe cozinhava, ir à escola a tarde, brincar de queimada, dançar ballet, afagar meu cachorrinho, brincar no parque, ganhar presentes, viajar…eu só queria voltar a ser uma criança!

Queria ter uma melissinha como todas as meninas, pentear o cabelo, colocar laços, fivelas, prendedores, usar brincos, gargantilhas e pulseiras, roupas cor de rosa, usar a maquiagem da minha mãe escondida, calçar seus sapatos de salto e andar pela casa! Ser bonita! Ter a casa da Barbie! Enfim, fazer coisas de menina!

Mas, eu havia me tornado um ser estranho, por fora eu era uma criança, mas, por dentro eu era uma anciã, minha essência envelheceu. Eu não acreditava mais em papai Noel e já sabia do truque do coelhinho da páscoa, eu já entendia as pessoas por um olhar, os desenhos animados não mais prendiam minha atenção. Eu não queria mais um brinquedo novo!

No meu coração agora existia uma dorzinha, que me deixava sem ar toda vez que via minha mãe chorar e eu sentia essa mesma dor no olhar das pessoas que iam me visitar. Doía muito dentro de mim! Se eu pudesse fazer alguma coisa para mudar aquela situação, se eu soubesse de alguém que pudesse me ajudar…

Fora isto vinha os episódios quando minha mãe resolvia passear comigo, cenas que me faziam achar que estaria mais segura no hospital. Era melhor ficar lá! O jeito que as pessoas me olhavam, me constrangia, jurei que nunca mais ninguém me olharia daquela forma! Ao passar pelas ruas as pessoas me olhavam demais e nos seus olhares eu via pena e dor! Maldita pena! A pena denuncia o quão miserável de espírito um ser humano é!

Dia após dia, eu hoje entendo que o câncer muito mais fez por mim do que o contrário. A leucemia me levou a infância e a agonia da espera pelo TMO(Transplante de Medula Óssea) me levou os sentimentos, o confiar e o acreditar na bondade das pessoas. Será que ainda existe ou já existiram pessoas altruístas? Vi toda a minha família, implorando pela minha vida! E muitas pessoas se desculpando, por não ter coragem de enfrentar uma simples agulha!

Até que um dia, um milagre aconteceu. Fomos avisados que o doador finalmente foi encontrado, era da Itália! Lá fui eu rumo à cura! Tudo deu certo, meus dias maus acabaram.

Hoje sou LIVRE! Livre das cadeias que prendiam minhas emoções, livre do egoísmo de viver só no meu mundinho sem olhar o que está a minha volta, livre das banalidades, livre da frieza e rigidez emocional, livre de rotinas, livre de culturas e paradigmas, livre de pré-conceitos, Livre das “tintas” com que me pintaram as formas de viver!

Não vivo mais por convenções e protocolos sociais, pouco me importa se você me convidaria para uma festa ou não! Pouco me importa se me chamaria para almoçar, jantar ou conhecer sua família! Sou mais eu, do que as pessoas que nem conhecem a minha história e me julgam pela aparência externa, pelas falsas e frágeis aparências! Eu hoje sou uma mulher bonita, mas, ainda conservo a peraltice de uma criança! O que me entristece não é o câncer, mas, é constatar que existe pessoas superficiais, rasas, vazias, que sempre viverão no mesmo ciclo social, sempre comerão o mesmo cardápio, sempre farão parte do mesmo grupo, do mesmo estereótipo,  que sempre se preocuparão mais em se enquadrar do que simplemente ser verdadeiro, sempre viverão as mesmas coisas, sempre viverão seus “probleminhas” como se fossem maiores que todo mundo, sempre viverão para agradar a outros, …enfim, viverão aquém da felicidade que poderiam ter se não julgassem as pessoas por aparências e se soubessem o que é amor incondicional, o que é lealdade e amizade sincera. Indignos são de mim!  As vezes imagino que o câncer emocional talvez exista e o mundo deve estar tomado por ele.

Mesmo estando na recidiva de uma nova leucemia, hoje sou livre! Sou mais eu! Porque luto com o agora conhecido e nada mais vai me deter!

…LIVRE, eu sou Livre!  Sou forte, por que tenho vontade e a vontade é a maior potência do mundo!

 Algo dentro de mim, que renasce a cada manhã e inunda meu coração de amor pela vida, dia após dia uma nova vida renasce e ilumina minha forma de enxergar o mundo, coisas antes pequenas como receber um telefonema, e-mail ou um scrap de quem amamos, ver o pôr do sol como a muito não observava, com os olhos de uma criança, ouvir os diversos sons da natureza e entender a sua grandiosidade, afinal, ela enfeita nossos caminhos com rosas e flores todos os dias a fim de nos dizer que viver vale a pena!

 O sopro do vento em nossa face, a leve brisa matinal nos toca como um beijo, começamos até a notar as minúsculas partículas do sol no ar que nos alimenta e flui por nosso corpo, nos aquece, ilumina o dia e reacende a chama da esperança. Vivemos como se fossemos só matéria física, mas, somos tão sensoriais! A sensorialidade em nós denuncia que além do corpo, temos uma essência, nos alimentamos de energias e somos dinamizados pela qualidade delas!

A recidiva ao contrário da primeira vez, não me levou de volta a um hospital. Hoje luto aqui fora, no dia a dia normal, e tomando apenas uns comprimidinhos. Tá, tudo bem, assumo, passando mal de vez em quando…rsrs. Mas, vivendo, amando e aprendendo!

 Sentir e sonhar a noite com a cura e acordar com o coração enternecido de tanto amor pela vida. É notar em cada nova manhã, as surpresas e desafios, que nos são apenas testes  para nos dar vigor em nossa jornada. Entender que os animais que achamos ser irracionais, nos dá muito mais lições do que é lealdade e amizade todos os dias …A verdadeira felicidade está em coisas tão simples! Eu hoje sou feliz!

Ter bom ânimo, este é o segredo para vencer as adversidades da vida!

(Anônimo…rsrsrs. Nem imaginamos quem! Rsrsrs…)

Anúncios

1 Response to "Uma vida para Recordar!"

Deus costuma usar a solidão
Para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos
Compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio, quando quer
nos mostrar a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar
sobre a responsabilidade do que dizemos.
Às vezes usa o cansaço, para que possamos
Compreender o valor do despertar.
Outras vezes usa a doença, quando quer
Nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo,
para nos ensinar a andar sobre a água.
Às vezes, usa a terra, para que possamos
Compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer
Nos mostrar a importância da vida.
Lucianinho morreu hoje deixando todos muito tristes .
Descance em paz querreiro !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Medulas ósseas transportam amor!

A medula transporta amor!

Caçadores de Medula Óssea

Olá, meu nome é Andréia Kely!

Criei o blog Caçadores de Medula Óssea a fim de reunir todas as informações sobre campanhas de doação de medula óssea, bem como interagir como uma ferramenta educativa, explicativa, esclarecedora e motivadora para todos os que entendem a grandiosidade de doar vida!
Dedico este blog a todos que vivem ou já viveram com diagnósticos de leucemia e doenças do sangue!
Sejam bem vindos, a grande corrente pela vida!

Lembrem-se sempre: Basta apenas uma gota de seu sangue, para que a vida aconteça novamente! A VONTADE é a maior POTÊNCIA do MUNDO!
Aproveitem o seu dia!

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 2.183 outros seguidores

Leia também os posts antigos

Posts por Categoria

Siga-me no Twitter!

Principais acessados

MedVidas – Planos de Saúde, Seguros de Vida

Saúde à Vida

Saúde à Vida

Blog Voluntário



<BannerFans.com






Pensar ECO
Coloque um V em sua foto!
http://avidadependedeumgesto.blogspot.com/
%d blogueiros gostam disto: